Culinária otimizada, como garantir a melhor preparação de frituras?

Confira 5 dicas para preparar frituras e garantir alimentos saborosos e crocantes.

Os alimentos fritos são parte importante da culinária, pois são extremamente saborosos e deixam o nosso prato mais bonito.

Porém, isso acontece apenas quando são preparados corretamente, utilizando técnicas que vão garantir um ótimo sabor.

O processo de fritar um alimento vai além de colocá-lo na panela e depois deixá-lo no papel-toalha para que não fique tão gorduroso. Existem algumas dicas indispensáveis para que as suas frituras tenham o melhor gosto e aparência.

1 – Temperatura ideal

O óleo estar na temperatura ideal é o primeiro passo para uma boa fritura. O alimento deve ser colocado no recipiente quando o óleo estiver em uma temperatura capaz de fritar, mas que não deixe a comida muito gordurosa.

A temperatura ideal do óleo é entre 170ºC e 180ºC, assim ele estará quente o suficiente para não encharcar o alimento e ou deixá-lo cru por dentro.

A melhor maneira de verificar a temperatura é com um termômetro culinário, mas existem algumas técnicas para saber se o que você vai preparar já deve ser colocado na panela.

Também é importante ficar atento ao tipo de óleo escolhido para a fritura, pois cada um possui o que chamamos de ponto de fumaça.

Trata-se da temperatura que necessita até começar a queimar. Além disso, também devemos prestar atenção ao tipo de óleo pela forma que ele impacta no sabor da comida.

2 – Escolha a técnica certa para cada alimento

Existem duas técnicas de fritura: por imersão e por contato. Quando for preparar algum prato, é importante escolher a melhor técnica e, assim, garantir um melhor sabor.

A fritura por imersão é feita quando o alimento fica imerso no óleo, por exemplo: batatas são fritas por imersão. É bem comum que os pratos preparados utilizando essa técnica fiquem bem gordurosos e isso geralmente ocorre quando é colocado no óleo ainda frio.

Os alimentos preparados com a fritura por contato são aqueles que ficam em contato direto com o recipiente. Em outras palavras, essa técnica é utilizada quando você frita uma carne ou peixe usando pouco óleo.

3 – Use os utensílios corretos

Há alguns utensílios indispensáveis para antes e depois de fritar um alimento. Seja por contato ou imersão, é importante ter uma boa panela para fritura e utensílios (como espátulas e garfos) que não derretam em contato com o calor.

Após o alimento estar frito, é necessário deixá-lo em uma grade com papel-toalha, para que assim seja retirado o excesso de óleo.

4 – Técnicas para deixar o alimento crocante

Cada tipo de fritura possui uma técnica para que fique crocante e é bem comum que isso não aconteça. Por isso existem duas dicas que vão te ajudar a deixar aquela batata frita sequinha e crocante.

Os chefs recomendam que, para garantir que o alimento fique crocante, é preciso fazer a fritura duas vezes. Coloque o óleo em uma temperatura de 120º graus até cozinhar, após isso o alimento precisa ser refrigerado por 15 minutos, por fim voltar para a panela no óleo de 180º e, assim, garantir uma comida crocante.

Em alimentos empanados, a técnica para deixá-los secos e crocantes é outra. Isso é feito com ovo batido e algum tipo de farinha (como a de rosca, de trigo ou fubá).

Primeiro o alimento deve ser passado no ovo e, após isso, empanado com a farinha e colocado para fritar.

5 – O que não se deve fazer

Agora que já vimos nos tópicos anteriores o que se deve fazer para uma boa fritura, falaremos de erros comuns que prejudicam o preparo e comprometem o sabor dos alimentos.

O primeiro erro é reutilizar o óleo. Isso não deve acontecer, pois o gosto da comida ficará diferente. Também não deve ser utilizado para preparar o mesmo alimento, pois queimará mais rápido e afetará todo o preparo.

Outro erro bastante comum é colocar alimentos úmidos ou molhados na panela. Embora a técnica de choque térmico deva ser utilizada em alguns casos, quando o alimento está molhado, isso faz com que o óleo espirre assim que a água entrar em contato com ele.

É muito comum ficar preocupado com possíveis acidentes com óleo quente e, por querer ficar o mais distante possível da panela, acabamos jogando o alimento.

Contudo, isso apenas fará com que o óleo espirre mais. Nesse caso, a dica é usar utensílios que tenham o cabo mais longo.

Culinária otimizada