Qual eletrodomésticos gasta mais energia?

Se você começou a morar sozinho a pouco tempo, com certeza já percebeu que ainda há muita coisa para aprender. E, dentre os seus cuidados, um dos mais importantes diz respeito ao fato de conseguir economizar energia.

No entanto, uma das coisas que podem lhe auxiliar nesse processo de economia é saber qual eletrodoméstico gasta mais energia. E, nos parágrafos seguintes, iremos elencar quais são os principais. Confira.

Ar-condicionado

Dias de muito calor podem ser bem sofridos. Afinal de contas, ninguém gosta de ficar pingando a suor e, por isso, a tentação de comprar um ar-condicionado é bem grande. É fato que se trata de um bom investimento, mas é importante ter certos cuidados.

E isso acontece porque o modelo tem relação direta com o consumo de energia. De acordo com os dados do Centro Brasileiro de Informação de Eficiência Energética (Procel), estima-se que, aquele que for menor ou igual a 9 mil BTU/h, tem consumo mensal de 128,80 kWh.

E isso caso você o utilize por 8 horas, em 30 dias. Agora, nesse mesmo tempo de uso, um split maior que 30 mil BTU/h é capaz de consumir 679,20. Então, a melhor maneira de economizar é investindo em um que seja adequado ao tamanho do cômodo.

Geladeira

Sua geladeira quebrou e você precisa de um conserto de eletrodoméstico? Você sabia que às vezes pode ser melhor investir em um outro aparelho? E isso acontece porque as geladeiras antigas tendem a gastar muito energia.

Um modelo de uma só porta, por exemplo, tem um consumo médio de 25,20 kWh, enquanto uma de duas portas frost free consome 56,88  kWh. Portanto, uma das formas de economizar é manter o aparelho longe do fogão.

E isso acontece porque, quando a geladeira fica ao lado do fogão, o calor acaba transmitindo para o outro e, portanto, a geladeira tem que trabalhar mais para se manter na temperatura ideal.

Fora isso, evite ficar abrindo a sua geladeira toda hora. Sempre que for cozinhar, retire todos os ingredientes de uma só vez e verifique se a vedação está em dia.

Chuveiro elétrico

O chuveiro é uma ótima invenção, mas se mal utilizado, ele pode se tornar um grande vilão para a conta de luz. E isso acontece porque o seu consumo mensal pode atingir 88 kWh com um uso diário de 32 minutos.

Sendo assim, para poder diminuir um pouco o impacto que isso pode ocasionar na sua conta de luz, o ideal é que você procure um que seja menos potente. Um chuveiro de 4500W, por exemplo, gasta 72 kWh por mês.

Fora isso, para diminuir ainda mais o consumo de energia, desligue o chuveiro quando não estiver usando a água, como ao se ensaboar, barbear ou quando estiver colocando o xampu no cabelo.

Videogame

Às vezes, jogar pode ser uma ótima opção de lazer tanto para adultos quanto para crianças. Entretanto, a partir do momento que você passa a ter um desequilíbrio, ele se torna um grande vilão para a sua conta de luz.

E isso acontece porque, com apenas 4 horas diárias durante metade de um mês, o videogame tem um consumo médio mensal de 1,44 kWh, de acordo com os dados fornecidos pelo Procel.

É claro que isso varia de acordo com o seu aparelho e, no geral, as versões mais novas gastam ainda mais energia do que as anteriores.

Micro-ondas

O micro-ondas é um daqueles aparelhos que ninguém mais consegue viver sem, uma vez que ele é muito prático e nos ajuda em situações que estamos atrasados ou com pressa. No entanto, por mais que ele seja prático, isso acaba reverberando na conta de luz.

Um forno micro-ondas de 25 litros, por exemplo, é capaz de consumir 13,98 kWh todos os meses, caso você utilize todos os dias por 20 minutos. Então, para evitar esse gasto excessivo, sempre dê preferência por usar o fogão.

Fora isso, não esqueça de sempre retirar da tomada quando não estiver usando, uma vez que ele gasta energia mesmo em stand-by.

Televisão

Outro aparelho capaz de nos oferecer um grande lazer, mas que também pode ser inimigo da conta de luz, quando utilizado de forma inadequada. Um modelo de LED com 42 polegadas, por exemplo, consome 30,45 kWh por mês com apenas 5 horas de uso.

Por isso, para diminuir o consumo, o ideal é limitar a quantidade de horas que você utiliza o aparelho, bem como tirar da tomada quando não estiver usando.

Conclusão

Em suma, existem muitos fatores que fazem os eletrodomésticos gastarem mais energia.Por isso, em alguns casos, é essencial buscar uma empresa de conserto de eletrodomésticos para dar a manutenção do aparelho.

Qual eletrodomésticos gasta mais energia