Como escolher um pod descartável?

Os pods são uma categoria de dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs) bastante populares e escolhidos por quem deseja iniciar no hábito do vaping ou quer abandonar o consumo de cigarros tradicionais, que são prejudiciais à saúde. 

Seu funcionamento é bastante simples: basta ligar e tragar a fumaça gerada pela interação da bateria e do atomizador com o juice – líquido específico para essa finalidade. 

Os juices – que também podem ser chamados de e-juices ou e-líquidos – estão disponíveis em diversos sabores e com gradações diferentes de nicotina, então o vaper tem grande possibilidade de escolha. 

Quem ainda não está certo sobre qual é o tipo favorito de líquido, dispositivo ou apenas vaporiza ocasionalmente pode optar, ainda, pelo pod descartável, que oferece uma experiência semelhante, de forma fácil de utilizar e com preço acessível. 

Atualmente, existe uma grande gama de opções de pods descartáveis no mercado, com capacidades, sabores e durabilidades diferentes.

Para escolher o ideal, é preciso pensar no que você procura e pesquisar qual dispositivo mais se encaixa nessas especificações. 

Abaixo, separamos algumas dicas para te ajudar nessa escolha e solucionar algumas dúvidas que podem surgir no processo. Veja!

Quais as diferenças entre os pods convencionais e descartáveis?

Como o próprio nome sugere, a principal diferença entre os pods recarregáveis e os descartáveis é possibilidade – ou não – de utilizá-los por mais ou menos tempo. 

Isso ocorre porque os pods descartáveis vem com uma quantidade pré-determinada de puffs, ou seja, tragadas, e uma bateria que não pode ser recarregada e nem substituída. 

Quando o dispositivo chega ao fim, basta fazer o descarte correto e, se desejar, adquirir um novinho em folha. 

No caso dos recarregáveis, tanto o e-juice quanto a bateria podem ser carregados novamente, o que permite que o usuário faça uso do aparelho por mais tempo, sem precisar comprar nada além do líquido para encher o tanque quando estiver vazio. 

Além disso, os pods descartáveis são mais simples do que os demais, o que faz com que sua utilização seja mais fácil, uma vez que não é preciso regular quantidade de fumaça, potência, calor do vapor e nem nada do tipo. 

Entretanto, por conta dessa característica, os aparelhos descartáveis entregam uma experiência um pouco inferior em relação a outros disponíveis no mercado, mas mesmo assim funcionam com qualidade e podem ser bastante interessantes para alguns vapers. 

A principal vantagem do pod descartável é a possibilidade de testar diversos aparelhos, marcas e sabores por um valor acessível. 

Assim, vapers menos experientes podem experimentar os produtos antes de escolher o que mais agrada e mesmo quem já está acostumado a vaporizar pode se beneficiar, saindo da rotina de vez em quando. 

Quanto custa e quanto dura o pod descartável?

Como dissemos, o valor dos pods descartáveis tende a ser bem mais baixo do que o dos tradicionais, que podem chegar a custar mais de R$400.

O preço varia de acordo com a marca e com a quantidade de puffs do aparelho escolhido, que pode ir de 350 a 5 mil.

Em média, a faixa de preço varia entre R$39,90 e R$144,90 e sua durabilidade depende da frequência de uso e da quantidade de tragadas realizadas a cada vaporizada. 

Como escolher?

Com todas as dúvidas apresentadas anteriormente resolvidas, é hora de descobrir como fazer uma boa escolha. 

Não existe regra fixa, uma vez que cada pessoa tem seus gostos e preferências, mas alguns pontos podem ser avaliados cuidadosamente para acertar na compra. São eles: 

  • Frequência de uso;
  • Orçamento disponível;
  • Sabores preferidos;
  • Nível de nicotina desejado; 
  • Preferência por marcas específicas;
  • Design; 
  • E o que mais o usuário considerar relevante para sua escolha.  

Em caso de dúvida entre as opções, é sempre interessante conversar com um profissional especializado nesses dispositivos e fazer todas as perguntas necessárias. 

Ao fazer sua escolha, não esqueça de prezar pela confiabilidade da loja onde a compra será feita. Certifique-se de que os produtos vendidos são originais e têm boa procedência. 

É sempre importante optar pela qualidade e não apenas pelo baixo preço. O vaping em si não faz mal para a saúde, mas produtos não regulamentados e mal fabricados podem apresentar falhas elétricas e até mesmo soltar vapores tóxicos, que são prejudiciais. 

Por isso, o melhor é evitar imitações e compras em locais inadequados, que não garantem a segurança que você precisa. 

Ao fazer boas escolhas, você poderá aproveitar o melhor do vapor, sem riscos à saúde e do jeito que mais gosta.

Como escolher um pod descartável