7 praias para conhecer a cultura caiçara

Por muito tempo, o litoral brasileiro foi dominado por pescadores que viviam da pesca artesanal. Mas, por mais que o tempo tenha trazido tecnologia e avanços em termos de infraestruturas das praias, alguns lugares ainda mantêm viva a cultura caiçara, com características rústicas e simplicidade. Desde quando o país foi descoberto, os índios já tinham como base a pesca e os frutos do mar, sendo que seus descendentes, os caiçaras, mantiveram a prática para sobreviver, passando por grandes desafios desde então. Portanto, se você tem interesse em conhecer um pouco mais sobre essa cultura, continue acompanhando o post de hoje e veja 7 praias para visitar.

1. Canto da Praia, Itapema, Santa Catarina

Itapema é conhecida por ser uma das cidades litorâneas com melhor infraestrutura do estado catarinense, além de oferecer excelente qualidade de vida aos moradores e atrair cada vez mais turistas e investidores para a região. Com tanto desenvolvimento, muitos até mesmo procuram uma imobiliária em Itapema, visto que enxergam boas oportunidades de negócio e moradia. Contudo, até os dias de hoje, o Canto da Praia preserva um estilo de vida mais tranquilo e típico dos pescadores que povoam essa região. Suas principais atividades são a pesca e o artesanato, sendo um ótimo lugar para quem quer conhecer um pouco mais sobre essa cultura e ainda poder comprar pescados fresquinhos e de alta qualidade. Com diversos barcos atracados no mar, o local é reduto de pescadores e com certeza irá te encantar com muito charme e simplicidade.

2. Praia do Bonete, Ilhabela, São Paulo

Eleita como uma das praias mais bonitas do país, a Praia do Bonete é praticamente deserta, sendo um lugar incrível para quem quer ter contato com a natureza e conhecer cenários paradisíacos. O local é habitado pela maior comunidade caiçara da ilha que, até os dias de hoje, preserva sua cultura. Com o mar aberto no quintal de suas casas, ali os pescadores tiram seu sustento enquanto os turistas podem aproveitar ao máximo suas águas cristalinas.

3. Praia do Sono, Paraty, Rio de Janeiro

Outra praia incrível e deserta é a Praia do Sono, que atrai muitos aventureiros e pessoas que gostam de tranquilidade. Por estar longe das estradas, é uma das mais preservadas da Rio-Santos e para chegar até aqui é necessário fazer uma trilha ou pegar um barco em Paraty ou Trindade. Aqui você vai encontrar alguns campings e pousadas rústicas, assim como restaurantes e bares. Tudo é bem simples, mas é justamente essa simplicidade da cultura caiçara que encanta cada vez mais seus visitantes.

4. Icaraí de Amontoada, Ceará

O badalado litoral cearense guarda até os dias de hoje um lugar praticamente intocado e paradisíaco: a Praia de Icaraí de Amontoada, localizada a cerca de 200 km de Fortaleza. Com belas enseadas que formam piscinas naturais durante a maré baixa, o local se tornou um dos principais points do kite-surf. Bastante rústica, a região não conta com sinal de celular, mas para quem não consegue se desligar, algumas pousadas oferecem wi-fi. Para completar, o vilarejo abriga bons restaurantes e bares a beira-mar.

5. Barra Grande, Península de Maraú, Bahia

Para quem quer aproveitar as férias em um lugar rústico e praticamente isolado, a Barra Grande é o destino ideal. Afinal, ela conta com praias paradisíacas e natureza praticamente intocada, sendo considerada até os dias de hoje uma vila de pescadores. Como consequência, é uma região extremamente tranquila, onde a vida é simples, longe de estresse e pressa comum do dia a dia. As praias cotam com algumas barracas e bares frente mar, com estilo rústico, mas sem deixar de lado o charme.

6. Pouso do Cajaíba, Paraty, Rio de Janeiro

Localizado no litoral sul de Paraty, o Pouso do Cajaíba é praticamente desconhecido, abrigando belas praias, além de ser uma região totalmente preservada pela Reserva Ecológica. O local é habitado por uma pequena vila de pescadores, sendo que a Praia pode ser acessada somente de barco, tornando-se ideal para quem quer total tranquilidade no dia a dia e uma vista de tirar o fôlego. Além disso, o mar de águas verdes e calmas completa o cenário totalmente paradisíaco.

7. Itaúnas, Espírito Santo

Entre a década de 40 e 70, Itaúnas chegou a ficar soterrada de areia, mas resistiu fortemente e até os dias de hoje se mantém ativa. A vila é praticamente intocada pela ação humana, abrigando uma comunidade caiçara que atrai jovens e mochileiros em busca de natureza preservada, tranquilidade, dunas e trilhas. Considerado Patrimônio Histórico e Ecológico, a região ainda tem suas ruas de barro e construções rústicas.

Então, agora que você conhece algumas das praias que preservam até hoje a cultura caiçara, já pode escolher qual será seu próximo destino de viagem. Mas, lembre-se de ter um bom planejamento e organização para evitar dores de cabeça desnecessárias e poder conhecer todos os lugares que desejar.

7 praias para conhecer a cultura caiçara