Uso do tijolo ecológico em obras

Você já ouviu falar no tijolo ecológico? Este item, extremamente requisitado nos dias de hoje, é uma ótima opção para quem quer apoiar a natureza.

Sua produção é capaz de reduzir os impactos causados no ambiente durante a construção e, também, promove uma economia para o seu bolso.

O seu uso em obras está sendo visto cada vez mais no Brasil. Além de custar muito menos do que um tijolo convencional, ainda há a possibilidade de personalização.

Para os que desejam otimizar a construção e o tempo que ela levará para ficar pronta, as informações abaixo serão muito úteis!

Tipos de tijolo ecológico

Assim como qualquer outro material que possa ser utilizado em uma obra, o tijolo ecológico possui alguns tipos que o diferem. Sendo assim, cabe ao construtor escolher o mais adequado de acordo com o plano da construção.

Veja, abaixo, quais são os 3 tipos principais.

Encaixe seco

Este tipo de tijolo feito por eco máquina permite um maior encaixe entre as peças que serão adicionadas no local. Sendo assim, não é necessário utilizar argamassa ou, se for preciso, ela será acrescentada em pouquíssima quantidade. Representa uma grande economia para o seu bolso e para o tempo da obra.

Em alguns ambientes, é possível adicionar vergalhões de reforço, fazendo com que haja uma maior capacidade para o suporte.

Esse tipo de bloco cerâmico não pode ser considerado estrutural, mas sim para a vedação. Então, lembre-se de garantir a segurança do local ao utilizá-lo na obra.

Resíduos reaproveitados

Alguns tijolos ecológicos são produzidos a partir do reaproveitamento de alguns tipos de resíduos. As cinzas do bagaço da cana-de-açúcar, o couro, a borracha e alguns materiais de descarte são muito utilizados nesse contexto de construção. A fibra de coco e restos de demolição também são opções viáveis.

Solo-cimento

Esta opção de solo-cimento é um pouco diferente das demais. Mesmo que não utilize os mais variados produtos descartáveis para ser produzida, ela ainda apresenta muitas vantagens e tem uma grande quantidade de apoiadores. É importante saber usá-lo na obra para garantir segurança e durabilidade para o projeto escolhido.

De acordo com as pessoas que utiliza o tijolo ecológico solo-cimento em sua obra, há a capacidade de economizar energia de produção.

Outra grande vantagem é que, ao longo do tempo, é possível adquirir uma maior resistência mecânica sem que haja a necessidade de aquecimento por meio do forno. Seu processamento é a frio.

Quais as principais diferenças entre o tijolo ecológico e o tijolo convencional?

Uma das maiores diferenças entre o tijolo ecologicamente correto e o tijolo convencional é a sua coloração. Além de ser bem mais bonito e dar um ar requintado ao ambiente, a textura também se mostra diferente dos demais.

Suas propriedades mecânicas, bem como resistência à compressão e porosidade são diferenciais relevantes.

No entanto, a qualidade dos blocos convencionais acaba não sendo tão boa quanto a do tijolo ecológico. Isso porque, nem sempre, é possível alcançar bons resultados com eles.

Para o uso comercial, é necessário fazer uma pesquisa aprofundada e saber como utilizar, devidamente, as peças no seu projeto.

Como usar o tijolo ecológico na sua obra?

O tijolo ecológico, não necessariamente, só será usado no canteiro de obras ou em uma estrutura. Atualmente, muitas empresas vendem a peça maciça para que paredes de tijolinho sejam feitas e fiquem aparentes, trazendo um design mais arrojado para o ambiente.

Além disso, a segunda opção para utilizá-lo em sua obra, seja construção ou reforma, é a versão com 2 furos, onde a dimensão mais comum é a de 7 x 12,5 x 25cm.

Por meio dele, você poderá embutir algumas colunas de sustentação, bem como tubulações hidráulicas e elétricas.

tijolo ecologico