Batman, O Longo Halloween – Conheça essa ótima animação

Sendo essa talvez uma das melhores HQs do homem morcego, Batman: O Longo Halloween é uma adaptação para as telas que nos presenteia com uma excelente animação, sendo quase uma obrigação para todo fã do Batman.

A Warner costuma nos entregar as melhores animações de super heróis da atualidade, tendo criado inclusive um universo próprio para elas, chamado de Universo de Filmes de Animação da DC Comics (UFADC).

Dentre elas podemos destacar Batman contra o Capuz Vermelho (2010), Liga da Justiça: Ponto de Ignição (2013) e Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips (2020).

A adaptação

Batman: O longo Halloween estreou este ano e foi dividido em 2 partes, disponíveis no catálogo da HBO Max. Essa série foi publicada nos quadrinhos entre os anos de 1996 e 1997, sendo considerada até hoje uma das melhores histórias do Batman.

Alguns elementos dela inclusive serviram de influência para a trilogia de filmes “O Cavaleiro das Trevas” de Christopher Nolan.

Tivemos anteriormente algumas adaptações animadas de HQs clássicas do homem-morcego, onde houve a introdução de alguns elementos que deram a narrativa um tom um pouco diferente, como em Batman: Ano Um e Batman: A Piada Mortal, mas aqui em O Longo Halloween temos uma adaptação mais fiel aos quadrinhos, trazendo uma identidade única através da adição de complementos e não por conta de alguma alteração na história.

Essa nova animação fica a cargo de Chris Palmer (de Superman – O Homem do Amanhã) e traz a voz de Jensen Ackles como Bruce Wayne / Batman.

Mais conhecido pelo seu personagem Dean do seriado Supernatural, seu nome já foi bastante elogiado em outra produção da DC Comics, tendo interpretado o personagem Jason Todd / Capuz Vermelho na animação Batman: Contra o Capuz Vermelho, provando estar mais do que preparado para esse novo desafio.

Além disso, o elenco possui outros talentos emprestando sua voz, como Josh Duhamel (Harvey Dent), Troy Baker (Coringa) e Naya Rivera (Mulher Gato).

Baker inclusive retorna ao papel de Coringa depois de sua participação no jogo Arkham Origins, provando que tem muita qualidade para dar vida ao Palhaço Príncipe do Crime.

O visual

Embora a esperança de muitos fãs era para que o visual dessa animação fosse uma fiel adaptação do estilo de Tim Sale dos quadrinhos, o departamento de artes da Warner optou por manter o estilo já visto em outras animações recentes.

Utilizar o estilo sombrio que Sale trouxe as HQs teria sido o ideal, indo inclusive ao encontro do que já vimos na adaptação dos quadrinhos de Miller “O Cavaleiro das Trevas”, mas devemos ser justos que o estilo que foi escolhido também se encaixa bem nessa adaptação.

Com inspirações no estilo da clássica série animada do Batman dos anos 90, juntamos a glorificação dos cenários no estilo noir clássico para recriar uma ambientação de Gotham que traz personalidade aos personagens, indo assim ao encontro dos elementos que Sales aplicou aos quadrinhos.

A melhora em cada uma das animações é uma constante preocupação por parte da Warner em todos os seus filmes, trazendo sempre um estilo de arte e animação diferente com a possibilidade de mistura entre elas.

Nessa nova adaptação do Batman vemos um complemento quase que natural entre sua animação e o estilo de arte, apresentando ao público uma movimentação elegante em conjunto com as cenas de ação vibrantes.

Assim como já realizado em outras adaptações dos quadrinhos, como por exemplo em Batman: O Cavaleiro das Trevas, A Morte do Superman e O Retorno do Superman, essa nova adaptação do homem morcego foi dividida em duas partes, pois a duração que um longa metragem geralmente possui não seria o bastante para adaptar a história das HQs, resultando em alguns cortes e um resumo apressado e sem graça de sua trama.

Mesmo assim, a recomendação é para que você consiga ver os dois filmes na sequência, não deixando que o corte ao final da primeira parte faça você esquecer de algum detalhe, caso demore a assistir a segunda parte.

Até por conta disso a Warner planeja em 2022 lançar uma versão combinada da animação, o que pode ser a melhor escolha caso você esteja lendo esse artigo quando essa versão estiver disponível.

Com uma expectativa alta por parte dos fãs do clássico das HQs, a adaptação para as telas de “Batman: O Longo Halloween” consegue entregar com méritos uma obra que entrará com certeza na lista das maiores conquistas do Universo de Filmes de Animação da DC Comics.

Batman