O que é avaliação de desempenho? Saiba o conceito e muito mais!

A avaliação de desempenho é uma metodologia que busca entender sobre a atuação dos funcionários e criar medidas para otimizar o trabalho de cada um.

A avaliação de desempenho é uma prática muito comum entre os RHs e extremamente importante para a indústria.

Embora muitas empresas já adotem a cultura de feedback como uma prática, essa avaliação vai muito além de dizer como está a desenvoltura do funcionário.

A intenção é criar medidas para acabar com os problemas internos e assim otimizar as atividades.

Empresas que não adotam a avaliação de desempenho tendem a ter problemas com os colaboradores e até mesmo aumentar a taxa de turnover.

Nesta matéria vamos mostrar o que é essa avaliação, além de alguns métodos que os RHs aplicam dentro das empresas para mensurar o desempenho dos funcionários e o porquê dessa prática ser tão importante.

Continue aqui e acompanhe!

O que é avaliação de desempenho?

Avaliação de desempenho é uma metodologia utilizada pelo time de RH para saber como está a desenvoltura de um funcionário dentro da empresa.

A procura é entender se o colaborador está se saindo bem no cotidiano do negócio, como também ver quais são os seus pontos fracos e o que pode atrapalhá-lo a se desenvolver com maestria.

Em geral, a intenção é compreender o comportamento do mesmo dentro da empresa. A partir dessa noção, fica mais fácil desenvolver cursos pessoais, workshops e outros eventos que ensinem e façam o funcionário melhorar o desempenho profissional.

Em outras palavras, a avaliação de desempenho é uma prática não para medir e coagir o colaborador, mas para trazer soluções para os seus problemas e incentivá-lo a atuar ainda melhor.

Quais os tipos de avaliação de desempenho?

Existem muitos tipos de avaliação de desempenho, que não só os times de RH aprendem, como também qualquer equipe que trabalhe com gestão de pessoas.

Separamos alguns mais famosos, que podem fazer a diferença dentro da sua empresa:

1. Avaliação conjunta (ou 180º)

Conhecida como avaliação conjunta ou avaliação 180º, esta é uma análise entre líder e colaborador, em que eles se juntam para avaliar determinada atividade e trocar opiniões acerca do desenvolvimento e desempenho.

A intenção não é ter uma conversa 90º graus, ou seja, vinda só de um lado. É importante que aconteça um diálogo para que todas as partes entendam o posicionamento e assim chegue a uma conclusão.

A participação do colaborador é fundamental nesta etapa, porque dar sua opinião sobre a tarefa que foi desempenhada é também uma maneira de realizar uma autoavaliação.

2. Avaliação por competência

Já a avaliação de desempenho por competência é quando os responsáveis pela gestão de pessoas e projetos avaliam não só as tarefas realizadas pelo funcionário, como também o comportamento dele.

A procura é entender como estão as atitudes do colaborador, se ele está sendo proativo, empenhado e dedicado, além de avaliar se o que ele desenvolveu realmente atingiu as expectativas para o cargo que ocupa.

3. Avaliação do desempenho em equipe

A avaliação de desempenho por equipe é uma forma que as empresas encontraram de juntar todos os funcionários e colocá-los para pensar sobre suas próprias atuações.

Nessa metodologia, o RH pode inserir os colaboradores em uma conversa em grupo para avaliar o que acham do trabalho de cada um.

Mas pode acontecer de todos se juntarem e falarem sobre a atuação em time, não sobre o trabalho em particular.

4. Autoavaliação

Por último, a avaliação de desempenho por autoavaliação é uma das mais conhecidas. Nessa situação, o responsável coloca o colaborador para expressar como se sente em relação ao trabalho que desempenhou dentro de um período.

O RH pretende avaliar como está a concepção de cada funcionário, como também escutar uma versão particular, que nem sempre é perceptível aos olhos dos líderes.

Nessas ocasiões, se a empresa tiver uma cultura organizacional amigável, os colaboradores vão se sentir confortáveis para falar não só sobre a atuação pessoal, como também problemas que podem atingi-los e atrapalhar na produção.

Por que essa prática é importante?

O que podemos levantar até aqui é que a avaliação de desempenho não se trata da temida avaliação tradicional, que vemos nas escolas ou até mesmo em processos seletivos.

Não existe uma resposta certa ou errada, a intenção é entender como o funcionário está se saindo dentro da empresa e usar os dados coletados para ofertar melhores resultados.

Se um time apresenta dificuldades com um novo sistema, por exemplo, a avaliação de desempenho irá mostrar que é essencial desenvolver um curso que mostre todas as funções que o software oferece, como também dicas de usabilidade no dia a dia.

Conclui-se então que essa prática é importante porque engrandece não só a empresa, como também a atuação dos colaboradores dentro desse espaço.

É uma relação amigável com todos os envolvidos no processo, para que assim o negócio continue a crescer internamente e externamente.

Conclusão

A avaliação de desempenho não se limita apenas aos quatro tipos que mostramos nesta matéria. Separamos aqui as principais utilizadas dentro das empresas, porém existem outras metodologias que podem ajudá-lo.

Cada negócio deve escolher a que melhor se encaixa ao perfil dos colaboradores, como também precisa intercalar para não se tornar um processo repetitivo.

Com essa medida, além de gerar uma cultura mais próxima com os funcionários, a empresa consegue manter a produtividade sempre em alta e sem grandes problemas. É um passo decisivo para otimizar a desenvoltura da organização.

avaliação de desempenho