Resíduos perigosos: saiba quais são e como fazer a gestão correta

Os resíduos perigosos precisam ser descartados corretamente para evitar danos ao meio ambiente. Confira o que são e como fazer a sua gestão adequada.

Resíduos perigosos

Os resíduos perigosos podem causar danos ao meio ambiente e outros problemas aos que têm contato direta ou indiretamente com esses elementos. Por isso, o descarte correto é essencial para evitar transtornos e problemas graves e, muitas das vezes, é necessário contar até com consultoria e software segurança do trabalho para auxiliar nesse processo.

O Brasil possui programas de conscientização para o descarte correto de resíduos perigosos que causam tantos prejuízos, e um deles foi estabelecido pela lei 12.305/10 - Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Por isso, se você quer saber como fazer o descarte correto dos resíduos perigosos, acompanhe a leitura deste post.
 

São considerados resíduos sólidos perigosos?


Muitas pessoas e até empresas desconhecem os resíduos sólidos perigosos e, consequentemente, fazem o descarte incorreto dessas substâncias que tanto prejudicam o meio ambiente e oferecem risco à saúde pública.

O descarte de pilhas, por exemplo, deve ser feito corretamente, pois caso não for os danos causados ao solo, meio ambiente em geral e saúde pública podem ser sérios.

São considerados resíduos sólidos perigosos

Mas você pode se perguntar, como é feito o descarte de pilhas, sem causar danos ao meio ambiente? Para isso, separamos o descarte correto de acordo com o tipo de pilha.

Pilhas alcalinas: se você quiser descartar as pilhas alcalinas, o lixo comum é uma opção, já que elas não possuem metais pesados e substâncias. Porém, você também pode procurar estabelecimentos que recolhem esse tipo de resíduo.

Pilhas recarregáveis: esse tipo de resíduo deve ser descartado com todos os cuidados necessários, pois as pilhas recarregáveis possuem substâncias tóxicas e nocivas ao solo e ao meio ambiente em geral, podendo causar muitos danos.

Algumas das substâncias nocivas encontradas nas pilhas recarregáveis:

  • Chumbo
  • Cádmio
  • Mercúrio

Dessa forma, ao contrário das pilhas comuns, as recarregáveis devem ser devolvidas ao fabricante ou em locais apropriados que fazem a coleta desses itens.
 

São características de resíduos perigosos?


As características do resíduo perigoso são a corrosividade, inflamabilidade, reatividade, toxicidade, entre outras.
 
O que são resíduos perigosos como descarte los adequadamente?

Os resíduos perigosos são substâncias provenientes de variadas origens, como construção civil, hospitalar, urbana, indústria e nuclear, seu descarte incorreto pode acarretar danos à saúde pública e ao meio ambiente.

Para ser considerado resíduos perigosos, deve haver algum grau dos seguintes fatores:

  • Inflamabilidade
  • Corrosividade
  • Carcinogenicidade
  • Reatividade
  • Toxicidade
  • Patogenicidade
  • Teratogenicidade
  • Mutagenicidade

Por isso, existem leis que indicam como cada tipo de resíduo pode ser descartado para evitar esses transtornos, e tanto pessoas físicas quanto jurídicas devem seguir as normas estabelecidas nas leis para fazer o descarte de cada tipo de resíduo.
 

Quais são os 3 tipos de resíduos?


Engana-se quem pensa que somente há um tipo de resíduos, há diversas classificações para resíduos perigosos:

  • Resíduos Sólidos Urbanos
  • Resíduos Hospitalares
  • Resíduos Industriais
  • Resíduos de Construção Civil
  • Resíduos Nucleares

Resíduos Sólidos Urbanos


Os resíduos sólidos urbanos são substâncias que (RSU) provêm das áreas urbanas, desde residências até empresas. Assim, os resíduos sólidos urbanos podem ser:

  • Residenciais
  • Comerciais
  • Industriais
  • Construção civil
  • Limpeza pública
  • Serviços de saúde

Essas substâncias são descartadas após serem utilizadas e perderem o valor para as pessoas que a utilizavam, porém seu descarte incorreto pode trazer problemas diversos.
 

Resíduos Hospitalares


Como o próprio nome já diz, os resíduos hospitalares são utilizados em estabelecimentos de saúde e, se descartados incorretamente, podem gerar problemas graves à saúde pública e ao meio ambiente.

Os hospitais e demais estabelecimentos de saúde devem contratar uma empresa que faça o descarte correto desses resíduos. Por isso, é essencial que os serviços contratados sejam especializados. A coleta deve ser feita em sacos plásticos apropriados para esse uso.
 

Resíduos Industriais


Os resíduos das indústrias também podem ser considerados perigosos, sendo o seu descarte adequado para evitar problemas. Alguns dos métodos utilizados para descartar os resíduos perigosos industriais são:

  • Incineração
  • Beneficiamento de resíduos
  • Coprocessamento
  • Aterramento

Resíduos de Construção Civil


Os resíduos perigosos também são provenientes da construção civil, são popularmente conhecidos como entulhos. O seu descarte, assim como os outros, precisa ser realizado corretamente. Os resíduos de construção civil estão dispostos na Resolução CONAMA 307/2002.

As atividades que podem gerar resíduos perigosos de construção civil são:

  • Reformas
  • Reparos
  • Construções
  • Demolições
  • Preparação do solo
  • Escavação de terrenos

Os resíduos podem ser desde trilhas, fios, até tijolos, blocos e outros diversos resíduos perigosos que a construção civil produz durante as suas atividades.
 

Resíduos Nucleares


Outro resíduo perigoso e que deve ser descartado conforme a lei 10.308 é a que regulamenta o destino desses itens.

O descarte do lixo atômico feito irregularmente pode acarretar problemas graves. O Brasil teve um dos maiores acidentes nucleares causados pelo descarte incorreto, o conhecido Césio 137.

O desastre do Césio 137 ocorreu pelo descarte incorreto de um aparelho radioterápico, do Instituto Goiano de Radioterapia. Catadores fizeram a coleta do aparelho e, ao fazer a sua abertura, verificaram a presença de um pó branco que brilhava no escuro, o que os deixou encantados, sendo distribuídos entre diversas pessoas da comunidade.

Contudo, o que eles não sabiam é que o pó branco era cloreto de césio 137, que tinha um brilho azulado no escuro. Muitas pessoas faleceram devido a contaminação com a substância, outras tiveram amputação de membros e até doenças como o câncer.

Os tipos de lixo nuclear:

  • Alto impacto: resíduo de alto nível (HLW)
  • Médio impacto: resíduo de nível intermediário (ILW)
  • Baixo impacto: resíduo de baixo nível (LLW)

Exemplos de resíduo perigoso


Existem diversos tipos de resíduos que são perigosos, os mais comuns são:

  • Agrotóxicos, suas embalagens e resíduos
  • Lâmpadas de luz mista e de mercúrio
  • Tintas de parede, suas embalagens e resíduos
  • Lâmpadas fluorescentes e de vapor de sódio
  • Materiais utilizados em serviços de saúde
  • Solventes, suas embalagens e resíduos

Logística reversa para resíduo perigoso


Logística reversa para resíduo perigoso

A logística reversa para resíduos perigosos permite o descarte adequado, além do reaproveitamento de resíduos sólidos do setor empresarial.

Dessa forma, esses recursos podem ser reutilizados ou, caso não tenham mais produtividade em outros ciclos, serão descartados de forma adequada e com respeito ao meio ambiente.
 
Agora que você já sabe como os resíduos perigosos podem prejudicar o meio ambiente, não se esqueça de seguir as recomendações e fazer o descarte consciente.