Problemas de pele em cães: quais os mais comuns e como tratar?

Conheça os sintomas das principais doenças de pele que surgem em cachorros

Problemas de pele em cães

Não gostamos de ver nossos pets doentes e, por isso, temos que tratá-los da melhor maneira possível. Mas você sabia que, mesmo que seu animal seja bem cuidado, ele pode desenvolver doenças? Por exemplo, é comum que cachorros desenvolvam problemas de pele mesmo tendo o pelo muito bem tratado.

Por isso, é necessário dar atenção à saúde cutânea dos cães, cuidando de infecções e outros problemas com loções para pele, medicamento antipulgas e outros remédios que vão permitir que seu animalzinho fique saudável e feliz.

Confira agora quais são os problemas de pele mais comuns em cachorros, como identificá-los e como tratá-los adequadamente.

Sarna


A doença é causada por um ácaro que se instala na pele do cachorro. Existem dois tipos de sarna e é necessário prestar muita atenção aos sintomas para identificá-los, pois, além de afetar a saúde do animal, um dos tipos também afeta a saúde humana.

A primeira é a Sarna Demodécica. Caracterizada pela perda de pelos na região dos olhos do animalzinho, ela faz com que ele fique com coceira e pode se espalhar pelo corpo.

A segunda e mais grave é a Sarna Sarcóptica, que, por ser transmissível para humanos, é considerada uma zoonose. Seus sintomas são a perda de pelo, a formação de crostas na pele e a vermelhidão.

 
Parasitas


Animais parasitários, como pulgas e carrapatos, podem ser comuns mas são perigosos. Ao entrar em contato com o sangue do cachorro para fazer a sucção, eles também podem transmitir doenças.

Por sorte, tanto a pulga quanto o carrapato são visíveis a olho nu, o que faz com que a presença de parasitas seja fácil de diagnosticar.

Fique atento aos principais sintomas: coceira, pequenas feridas e áreas avermelhadas que surgem na pele do cachorro.
 

Micose


Não são só humanos que sofrem com micoses. Causada por fungos e transmissível para humanos e outros animais, essa doença de pele atinge muitos cachorros e se caracteriza por uma lesão de pele que vai aumentando com o passar do tempo.

Além de verificar o machucado, é preciso prestar atenção redobrada à saúde do seu pet no caso do aparecimento de micose: ela é um sinal de que o sistema imunológico do cãozinho está vulnerável e que ele pode pegar outras doenças.
 

Seborreia


Já sofreu com a famosa caspa? Saiba que seu cachorro também pode ser afetado por esse problema.

Apesar de inicialmente não gerar grandes problemas, a seborreia causa mau cheiro e "caspas" que ficam no pelo do animal, concentradas na cabeça, nas patas e no peito. No entanto, se o tratamento adequado não for feito, outras infecções podem surgir na pele do animal.
 

Dermatite alérgica e alergia canina


Se você usa produtos químicos para a limpeza da sua casa, fique atento pois seu cachorro pode desenvolver alergias a eles.

O principal sintoma da dermatite alérgica é a pele avermelhada, que geralmente vem acompanhada de coceira e infecções. A irritação é causada pelo contato com substâncias químicas presentes em produtos de limpeza e até mesmo em shampoos e outros produtos usados para dar banho no cachorro.

Algumas substâncias também fazem com que o animal desenvolva outros tipos de alergias, caracterizadas pela descamação da pele e pelos olhos vermelhos e marejados, algo comum em crises alérgicas humanas.
 

Tratamento


É importante se lembrar que só o veterinário ou profissional responsável pode identificar e indicar o melhor tratamento para seu cãozinho. Afinal, para os animais, vale a mesma regra dos humanos: não usar medicamentos sem recomendação.

Os tratamentos para problemas de pele em cachorros geralmente são feitos com o uso de shampoos e produtos de higiene específicos, mas existem casos em que é necessário receitar medicamentos antipulgas, antifúngicos e até mesmo antibióticos.

Mas não se desespere, pois doenças de pele são muito comuns em cachorros e o tratamento geralmente é simples e indolor para o animal.

Fique sempre atento a comportamentos incomuns, como costume de se coçar com frequência ou vermelhidão na pele, e procure um veterinário assim que perceber qualquer sintoma citado anteriormente. Assim, o tratamento será rápido e seu cãozinho vai se sentir melhor antes do esperado.