Estética orofacial, conheça mais sobre esse procedimento

A odontologia vem abrangendo suas especialidades em diversos ramos, indo muito além de simples atendimentos odontológicos, ganhando força na área da estética, garantindo ao paciente muito mais qualidade de vida e autoestima. A estética orofacial, também conhecida como harmonização facial, é um dos procedimentos realizados.

Estética orofacial

Inclusive, hoje em dia, muitas pessoas buscam sorrisos alinhados, brancos e rostos mais harmônicos. Tendo isso em vista, os consultórios vêm ganhando cada vez mais força na execução da estética orofacial.

Na parte da odontologia, a harmonização orofacial busca restabelecer as funções orais do paciente, tanto mastigatória quanto respiratória.

Assim, por meio de uma remodelagem óssea, é possível corrigir os músculos faciais e a respiração do paciente, proporcionando uma harmonização dental e funcional, além de rejuvenescer o seu rosto.
Assim, esse procedimento busca:

  • Restaurar a mastigação;
  • Diminuir dores de cabeça;
  • Corrigir a mordida e a posição dos dentes;
  • Estimular a respiração pelo nariz.
 
Para trabalhar nesta área, o cirurgião dentista, responsável por realizar implante dentário, deve se especializar ou fazer uma pós-graduação.

Deste modo, pode-se aprender não só sobre o procedimento da harmonização orofacial, mas também sobre diversos procedimentos que podem ser feitos.

Assim, o dentista pode indicar as recomendações e contraindicações de cada procedimento, instruindo seu paciente e deixando-o seguro de todas as etapas do processo.
 

Como é feita a harmonização orofacial?


Antes de iniciar o procedimento, o paciente deve passar por uma avaliação em que as estruturas do rosto, sorriso e da arcada dentária são analisadas pelo profissional para verificar a necessidade de cotar o valor de um implante dentário bem como entender as queixas do paciente.

Depois, o dentista cria um plano personalizado, mesclando tratamentos dentários e faciais com a própria harmonização orofacial, entre eles estão os seguintes tratamentos:
 

Aplicação de botox


Esse procedimento previne e também disfarça marcas de expressão, como rugas e sorriso gengival, que é gengiva em excesso ao sorrir. Com isso, pode-se contribuir com um sorriso mais satisfatório.
 

Ácido hialurônico


Assim como o botox, esse ácido busca corrigir as marcas do rosto, em especial o famoso “bigode chinês”. Ele mantém a pele lisa, hidratada e elástica, harmonizando ainda mais o sorriso.
 

Ácido deoxicólico


Esta aplicação é indicada para quem tem gordura localizada abaixo do queixo, mais conhecido como “papada” ou duplo queixo. Esse ácido ajuda a “derreter” a gordura do corpo, quebrando as células gordurosas.
 

Bichectomia


Esse procedimento se baseia em retirar a gordura da bochecha, buscando afinar o rosto do paciente, harmonizando ainda mais seu sorriso e seu rosto.
 

Outros tratamentos estéticos odontológicos


Além desses tratamentos citados por meio dos procedimentos orofaciais, existem diversos outros mais simples e muito comuns na rotina dos consultórios odontológicos, que diversas pessoas já conhecem e fazem, independentemente da idade.

Confira alguns exemplos a seguir:
 

Clareamento


O clareamento dental é um tratamento já bastante comum na rotina das pessoas, mas é importante lembrar que ele deve ser feito com o acompanhamento de um dentista, mesmo que seja realizado em casa.

Esse procedimento é pouco invasivo, feito com produtos à base de peróxido de hidrogênio, que, quando em contato com a superfície dos dentes, são capazes de gerar um clareamento consideravelmente, promovendo um sorriso muito mais branco e bonito.
 

Aparelho


O aparelho invisivel é uma alta tecnologia, que oferece ao paciente mais conforto e um sorriso muito mais discreto, mesmo durante o seu uso.

Por ser mais moderno, ele é feito de uma forma totalmente diferente, por meio de uma película transparente removível, capaz de corrigir o sorriso dos pacientes. Com ele, a pessoa garante muito mais estrutura, flexibilidade e segurança ao sorrir.
 

Lente de contato


A lente de contato dental nada mais é do que um laminado de porcelana extrafino colado à superfície dos dentes do paciente.

Geralmente, é indicado para pessoas que possuem alguma alteração na cor, tamanho ou desalinhamento dental que lhe desagrada estéticamente. O procedimento é definitivo e não apresenta riscos, principalmente quando feito com um profissional qualificado.

Muitos se perguntam quanto custa lente de contato dental, sendo que esse valor geralmente varia de acordo com o material, portanto, é válido que se faça uma pesquisa, para constatar se a média de preço cabe no bolso do comprador.
 

Conclusão


Vale ressaltar que independentemente da escolha do procedimento, é necessário realizar uma consulta e uma avaliação com um dentista responsável para entender qual a melhor opção para você e para o seu sorriso, garantindo assim uma saúde bucal de qualidade e também um sorriso e um rosto mais harmônico.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.