Qual a importância dos anti-inflamatórios para bovinos?

No que diz respeito à bovinocultura, o cuidado com o controle de doenças é essencial para evitar impactos que podem comprometer o bem-estar e a produtividade do rebanho. Nesse sentido, é importante que todo produtor monte sua farmácia veterinária com medicamentos anti-inflamatórios para bovinos.

Bovino

É importante ter em mente que processos inflamatórios podem ser muito dolorosos e incômodos para os animais, afetando diretamente sua produtividade e podendo causar prejuízos econômicos ao produtor. O uso de anti-inflamatórios para bovinos é, certamente, um dos principais cuidados para evitar essas complicações.

Quais as doenças inflamatórias que acometem os bovinos?


Os processos inflamatórios são um importante mecanismo de defesa do organismo, e ocorrem quando há algum trauma ou problema infeccioso ou vascular. Em casos em que esta resposta inflamatória é muito intensa, entretanto, a manifestação pode ser prejudicial para o animal.

As principais doenças inflamatórias que acometem um rebanho de gado são as mastites, um problema bastante comum que se caracteriza pela inflamação das glândulas mamárias das vacas. Esta é uma manifestação que compromete diretamente a qualidade a continuidade da produção de leite.

Outras alterações bastante frequentes e que demandam o uso de anti-inflamatório para bovinos são:

  • Doenças respiratórias;
  • Afecções podais;
  • Diarreia neonatal;
  • Distúrbio musculoesqueléticos;
  • Recuperação pós-operatória;
  • Alergias agudas.

Como identificar uma inflamação em bovinos?


Embora o veterinário seja o profissional mais adequado para identificar um processo inflamatório, diagnosticar suas causas e apontar o melhor tratamento para cada caso, é importante que o produtor esteja diariamente atento a algumas alterações que podem indicar uma possível inflamação.

As principais mudanças apresentadas pelos bovinos que podem acender um alerta e apontar a necessidade de recorrer a um veterinário são:

  • Apatia;
  • Perda de peso;
  • Redução do apetite;
  • Dificuldade de movimentação;
  • Isolamento do restante do rebanho;
  • Comprometimento da produção de leite;
  • Alterações na postura do animal.

Vale lembrar que essas são apenas algumas das alterações que podem indicar a ocorrência de um processo inflamatório, mas nem sempre significa necessariamente que será necessário administrar anti-inflamatórios para bovinos. Dependendo do caso, o problema pode estar associado a uma doença mais grave ou específica, o que pode exigir o uso de outros tipos de medicamento.

Apenas a avaliação de um veterinário de confiança e especializado em bovinos poderá apontar o método terapêutico mais adequado para a situação.

Anti-inflamatório para bovinos: qual a importância?


O organismo de bois e vacas certamente é bastante diferente do corpo humano e, justamente por isso, o uso de medicamentos existentes em farmácias humanas não é recomendado para rebanhos. É preciso levar em consideração que, além da dosagem necessária ser bem diferente, existem muitas substâncias de uso humano que podem ser tóxicas para os animais, e vice-versa.

Portanto, é sempre necessária a utilização de medicamentos que foram desenvolvidos especialmente para atender às necessidades e especificidades de cada animal. Portanto, sempre procure por anti-inflamatórios para bovinos ao tratar este tipo de alteração em seu rebanho.

Existem várias empresas de medicamentos veterinários. Sempre procure uma que seja de sua confiança ao selecionar os anti-inflamatórios para bovinos que será utilizado em sua produção. Um veterinário pode te ajudar nesta escolha.