Caldos quentes: 3 receitas deliciosas para dias frios

Receitas práticas e deliciosas podem aquecer os dias mais frios.

Caldos quentes

O outono chegou oficialmente e logo mais o inverno também, o que significa que teremos dias mais frios até pelo menos final de setembro. E, para esses dias, nada mais gostoso que um prato de sopa quentinha para aquecer nosso estômago à noite. Aqui montamos uma lista de sopas e caldos com opções vegetarianas ou com carnes e linguiças que você pode fazer de forma simples para tornar seus jantares mais aconchegantes.

1 - Abóbora com gorgonzola


O adocicado natural da abóbora, junto ao salgado do queijo gorgonzola, combina muito bem, rendendo uma sopa densa, mas que não pesa. E o melhor: de baixa caloria. A proporção é de 100 gramas de gorgonzola para meio quilo de abóbora, que pode ser cabotiá ou moranga.

Refogue uma cebola e um dente de alho, adicione a abóbora em pedaços e cubra com água, deixando cozinhar até amolecer o suficiente para que possa ser batida. Quando a abóbora estiver nesse ponto, você pode transferir os pedaços com parte do caldo e bater no liquidificador ou com um mixer, na panela mesmo, evitando sujar mais louça.

Caso bata no liquidificador, espere esfriar para realizar essa parte ou há chances de o vapor quente empurrar a tampa e sujar tudo. Quando for servir, aqueça, disponha o gorgonzola esfarelado no prato com salsinha e cebola. Uma dica extra é jogar temperos ainda no refogado de cebola e alho. Páprica picante, pimenta do reino e açafrão deixarão o creme da abóbora mais saboroso.

2 - Caldo verde


A clássica receita é calórica, mas deliciosa. Você irá utilizar uma linguiça portuguesa inteira para pouco mais de meio quilo de batata, além de couve a gosto.

Refogue uma cebola e um dente de alho. Antes de colocar as batatas, adicione caldo de carne ao refogado (caso não tenha caldo de carne líquido, caseiro, pode triturar um tablete, mas lembre-se de que pelo alto teor de sódio, você deve pegar leve no sal). Quando a mistura ferver, adicione as batatas e a água. Deixe cozinhar até que amoleça o suficiente para bater no mixer ou liquidificador.

Retire a pele da linguiça portuguesa (a pele é comestível, mas dificulta muito a digestão) e corte em fatias finas. Para um toque extra de sabor, coloque-as para “fritar” em uma panela antiaderente brevemente, sem nenhum tipo de óleo, apenas para que soltem um pouco da gordura e fiquem com um gosto abrasado. Corte a couve em fatias bem finas.

Após bater as batatas, adicione a linguiça em rodelas e a couve, deixando cozinhar por aproximadamente 5 minutos em fogo baixo (ou até você notar que a couve amoleceu e está devidamente cozida).

3 - Creme de mandioquinha com carne seca


Se no verão, eventualmente, comemos isca de carne seca com mandioca, no inverno existe a adaptação para o creme de mandioquinha. Delicioso e fácil de fazer, você vai precisar de mandioquinha, carne seca dessalgada, cebola, alho e azeite. Sim, só isso.

A mandioquinha é um pouco mais seca e dura que a batata ou mesmo a abóbora, então não precisa refogar a cebola e o alho antes (mas se você achar que fica mais saboroso, pode). O procedimento é o mesmo: cozinhe a mandioquinha, cebola, alho e os temperos que preferir até a mandioquinha amolecer ao ponto de ser possível bater no mixer ou liquidificador. Após bater, adicione a carne seca dessalgada e decore com salsinha.

Tanto para a sopa de abóbora quanto para a de mandioquinha, se quiser uma consistência mais cremosa, adicione um pouco de manteiga ao levar ao fogo para a finalização antes de servir.