Quais são os prós da ração úmida para cães?

Comparado às rações secas, o tipo úmido destaca-se por ser mais palatável e por hidratar o organismo do cachorro.

Um dos principais cuidados envolvendo a saúde dos cães está relacionado à alimentação. Para quem alimenta o companheiro com ração, os dois principais tipos existentes no mercado são o tipo seco e o tipo úmido. Ambos são um alimento balanceado para o animal, mas cada um apresenta características específicas.

Quais são os prós da ração úmida

Com relação à ração úmida, você sabe quais são as vantagens e como o animal pode beneficiar-se com a ingestão dessa comidinha? Caso não conheça, não tem problema! No texto abaixo, entenda melhor os pontos positivos desse tipo de alimento, assim como os cuidados que são necessários para o consumo apropriado.

Benefícios


A ração úmida oferece uma série de vantagens que ajudam a tornar o cão ainda mais saudável. A primeira delas é sobre a composição. Comparada à ração seca, essa comida apresenta um valor nutricional semelhante, mas é mais rica em proteínas e carboidratos.

Outro ponto importante é que a ração úmida é mais palatável para o animal. Assim, ela enfrenta menos resistência para ser ingerida, impedindo que ele fique longos períodos sem se alimentar.

O fato dela ter líquidos na composição é um dos principais benefícios desse tipo de ração. Isso porque, além de alimentar o cachorro, a ração úmida o hidrata. Assim, a ingestão auxilia o organismo do cachorro, evitando que ele desenvolva problemas renais, relacionados à falta de consumo de água.

Esse tipo de ração também é mais fácil de ser ingerido, o que é um grande benefício para quem tem cães muito novos ou velhos. Em ambos os casos, os animais apresentam uma dentição alterada, o que torna o consumo de ração seca menos recomendável. A ração úmida também é mais fácil de mastigar, ajudando os cães com dentes mais frágeis.

Cuidados


Apesar de os benefícios, a utilização desse tipo de ração exige alguns cuidados. Um deles é quanto à validade do produto. Em relação à ração seca, a úmida estraga mais rápido, de maneira que se torna inapropriada.

Por isso, se seu cão tem o hábito de demorar para comer, é melhor repensar a decisão de alimentá-lo com ela. Uma estratégia que pode ser utilizada é colocar uma quantidade menor de ração no pote, garantindo de que ele coma tudo de uma vez, sem deixar sobras que possam ser perdidas.

A ração úmida também facilita o acúmulo de tártaro na boca do animal, o que faz com que seja necessário prestar atenção redobrada para cuidar dos dentes do seu companheiro. Fique atento às manifestações de dor, que podem ser um sinal de que algo na boca o incomoda. Nesse caso, procure um veterinário quanto antes.

O fato da ração úmida ser mais palatável também facilita que o cão “vicie” nela, o que pode dificultar o consumo de outras formas de ração. Assim, o ideal é que você procure alterná-la com outros tipos para evitar esse problema.

É preciso prestar atenção especial com o armazenamento desse tipo de ração. A validade dela é impactada caso você não a armazene de maneira apropriada, já que ela demanda refrigeração para permanecer preservada. Assim, assegure-se de ter um espaço separado para guardar e prolongar a validade do produto.

Por fim, é importante destacar que o consumo da ração úmida deve acontecer com a devida orientação do profissional veterinário. Ele saberá qual é a melhor opção para o seu animal, levando em conta fatores como raça, idade e porte, garantindo que o pet tenha uma alimentação capaz de suprir as necessidades nutricionais da espécie.