Mitos e verdades sobre a menstruação

Conheça mais sobre esse processo natural do corpo humano.

Em pleno século XXI, ainda encontramos alguns tabus a respeito de um processo natural do corpo feminino: a menstruação.

Menstruação

Dos tipos de absorventes que podem ser usados até a duração do ciclo, é fundamental que as mulheres de todas as idades tenham acesso à informação. É essencial empoderar as meninas para que saibam, corretamente, como seu corpo funciona e o que é a menstruação.

Não é preciso vergonha ou medo ao tocar em um assunto que deveria ser abordado naturalmente dentro das famílias, das escolas e demais espaços de convívio feminino.

Para ajudar a levar informação de qualidade, separamos alguns mitos e verdades sobre a menstruação.

1. Menstruação dura sete dias


Mito: a duração do ciclo menstrual varia de mulher para mulher e pode até mudar de mês para mês. Em geral, o ciclo pode durar de três a dez dias e o primeiro dia do fluxo é considerado aquele em que surge o primeiro sinal da menstruação.

Esse sinal pode ser uma manchinha do tipo borra de café ou rosa claro, que dura mais de um dia até se intensificar.

2. Todo atraso é gravidez


Mito: embora um dos principais sintomas de gravidez seja o atraso menstrual, esta não é a única causa da ausência de fluxo.

Após a primeira menstruação, chamada de menarca, é comum acontecerem alguns atrasos e até falhas no ciclo menstrual, uma vez que o corpo ainda está se ajustando a essa novidade. Com o passar dos meses, o ciclo tende a se organizar e regular, podendo variar de 28 até 40 dias (sim, algumas mulheres têm ciclos longos).

Há muitos fatores que podem influenciar no atraso menstrual, como estresse, problemas de tireoide, prática excessiva de atividade física, desnutrição, entre outros.

A pele fica mais oleosa durante a menstruação


Verdade. Devido ao aumento da progesterona, as glândulas sebáceas passam a trabalhar mais e, com isso, há maior oleosidade na pele e no cabelo.

Muitas mulheres se queixam do surgimento de acne nos dias que antecedem a chegada da menstruação.

Uma consulta com o ginecologista ou com o dermatologista pode ser interessante para saber como proceder de modo a controlar a oleosidade da pele nesse período.

Tomar friagem dá cólica


Mito. Se fosse assim, você teria cólica cada vez que abrisse a geladeira, não é mesmo? A cólica acontece devido às contrações uterinas para expulsar o endométrio, que não foi utilizado para fixar uma possível fecundação.

Não há nenhuma relação com o clima, com o frio ou com o comportamento da mulher ao longo do mês, ou do ciclo menstrual.

Dá para engravidar estando menstruada


Verdade. Algumas mulheres têm ciclo menstrual curto e, além disso, o espermatozóide pode viver até três dias dentro do corpo feminino.

Assim, caso a relação sexual desprotegida aconteça nos últimos dias do ciclo e a mulher ovular próximo a esse dia, há grandes chances de uma concepção acontecer.

Virgens só podem usar absorvente externo


Mito. O fato de não ter tido relação sexual não é um impedimento para o uso de absorvente interno ou outros métodos de contenção do sangue menstrual. O absorvente interno é bem fino. Ele não consegue romper o hímen, que é uma membrana flexível.

Outro ponto importante é que o absorvente interno tem tamanhos variados e a mulher pode escolher o tamanho que considere mais confortável para usar.

O coletor menstrual, por outro lado, pode acabar rompendo o hímen. Vale a pena conversar com o ginecologista para buscar a melhor orientação sobre seu uso.

Se a ideia é não usar absorvente descartável, é possível optar pelas calcinhas absorventes, mantendo a mesma segurança e conforto durante “aqueles dias”.