19/06/2017 13h42 | Por: Natália Souza

Organização Arnon de Mello lança fascículos “Alagoas 200 Anos”

Obra será disponibilizada para assinantes do Jornal Gazeta e faz parte das celebrações de Emancipação Política do Estado

Texto de: Renata Arruda

Em continuidade às comemorações dos 200 anos de Emancipação Política de Alagoas, o Governo de Alagoas apoiou, nesta segunda-feira (19), o lançamento do livro “Alagoas 200 Anos”, produzido pelo Instituto Arnon de Mello. 

Durante um café da manhã no supermercado Palato, no bairro do Farol, em Maceió, o fascículo lançado traz conteúdo sobre aspectos históricos, culturais, socioeconômicos, políticos e geográficos do Estado elaborados pelo historiador Douglas Apratto, o economista Cícero Perícles, a professora-doutora em Geologia Rochana Campos de Andrade Lima e pela museóloga Cármen Lúcia Dantas. 

Para o secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, dar apoio a publicações como estas só engrandecem a autoestima do povo alagoano. “Este é o momento para se debruçar sobre todo este acervo, em busca das raízes mais profundas, reavivar e fortalecer o amor próprio da população alagoana”, afirmou. 

A obra conta ainda com fotos de objetos do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas (IHGAL). As fotos e ilustrações são assinadas pelos repórteres fotográficos José Ronaldo, Ricardo Lêdo e Ailton Cruz. A coordenação do projeto é do diretor comercial da Gazeta de Alagoas, Leonardo Simões. 

O presidente do Instituto Arnon de Mello, Carlos Mendonça, enfatizou que o lançamento da obra era uma satisfação devido à importância literária e histórica. "Estamos lançando essa obra para os alagoanos, que foi elaborada por grandes profissionais, além de contar com o rigor da sabedoria destes mesmos profissionais. Esse é um legado muito grande e será distribuído pelo mundo inteiro", ressaltou Mendonça.

“Através desta obra, vamos gerar conteúdo de qualidade de grande relevância histórica e cultural e assim deixar um grande legado para todos os brasileiros”, completou o diretor executivo da Organização Arnon de Mello, Luis Amorim.